Category Archives: Escritos; terra; aldeia

Meu estar em Paz.

(Foto e texto de BlueShell)- PORTUGAL Aqui…é aqui o lugar da Paz, das tardes de receber e dar Graças pelo Ser…  Nunca desejei ter muito…apenas o suficiente para poder absorver a Vida com cada poro do meu corpo. Mas sem … Continue reading

Posted in Escritos; terra; aldeia, Eu, Íntimo., vida | Tagged | 7 Comments

Este é

(Foto e texto de BlueShell)- PORTUGAL Este é o povo que chora… lamenta a partida dos que procuram outras terras, longe, longe…. …que teme…que sofre e não entende…. Este é o povo que transporta, de geração em geração, o saber… … Continue reading

Posted in Escritos; terra; aldeia | 41 Comments

Labor

(Foto e poema de BlueShell) -, Mangualde, Portugal (Foto e poema de BlueShell) -, Mangualde, Portugal (Foto e poema de BlueShell) -, Mangualde, Portugal …e o Tempo te fugiu Por entre espinhos e esperanças… Linking to “raindrops and daisies”

Posted in do povo, Escritos; terra; aldeia, LUTA | 41 Comments

HELENA

(Foto de BlueShell) – Mangualde, Portugal Olho a folha em branco e nada vejo ,nada sinto… Meus olhos a percorrem na avidez de quem procura um laivo de inspiração. Mas o branco da folha permanece , atroz…e teima em dizer, … Continue reading

Posted in do amor, Escritos; terra; aldeia | Leave a comment

…Porquê?

(Foto de BlueShell) – Mangualde, Portugal …E temos as árvores que nos dão abrigo e lenha para nos aquecermos… …E os rios que nos dão a Vida alimentando a terra… Porque destrói, o Homem, os rios e queima as árvores?… … Continue reading

Posted in Escritos; terra; aldeia | 83 Comments

Brincos… de Rainha!

(Foto de BlueShell) – Mangualde, Portugal Seca-se o campo que me viu nascer, Secam-se as fontes do meu querer… Olhos que secam lágrimas outras…os teus, amor! Seca-se o rio e o estio estala… Ainda vejo  brincos de rainha coroada… Mas … Continue reading

Posted in em vão, Escritos; terra; aldeia | 90 Comments

Linhas Vestidas de Palavras…

(Foto de BlueShell) É simples o meu escrever…Tão simples como o respirar…O amar, o viver…Ou o cair da folha no outono!Porque simples é a minha forma de Bem querer!Porque simples é sinónimo de “eu ser”! Das árvores colhi a sombra … Continue reading

Posted in Escritos; terra; aldeia | 122 Comments