Monthly Archives: July 2004

NÃO…

te deixes cegar pela vaidade ou presunção: sê à tua medida…não te julgues maior que ninguém… E quando fores à luta certifica-te de que lutas do lado dos teus ideais…

Posted in Uncategorized | 19 Comments

ESCREVO…

na noite e no silêncio… Escrevo sabendo que o faço Apenas e só Pra me libertar dos meus fantasmas… Não os do inconsciente Mas os reais, os que ferem Pela sua permanência, Pela sua vontade de ferir só por ferir… … Continue reading

Posted in Uncategorized | 6 Comments

SÃO SIMPLES

…como simples é a terra que lhes dá vida! Como a água que as rega…são singelas… Nada esperam, nada exigem…são um pouco de Deus à face da Terra!

Posted in Uncategorized | 12 Comments

EU…

…tu, nós… O sol, o sentir que estamos sós O doer longe O querer não ser possível A verdade inatingível…Luz e sombra…são assim nossos dias …Nús e vazios de nós!

Posted in Uncategorized | 2 Comments

Ainda no Sudão…

…imagem de destruição e pobreza!

Posted in Uncategorized | 5 Comments

EM DARFUR…

…no Sudão, junto de sua CASA…mãe e filho… Ao ponto que chegou a humanidade…não há valores, não há NADA! Impassíveis à fome, à doença e à morte lenta e dolorosa…continuamos todos…ou quase todos…QUE VERGONHA!

Posted in Uncategorized | 2 Comments

CORRIA…

…com quanta energia tinha e, passada a última vedação, olhou uma última vez para o enorme casarão: …em ruínas…todo ele…tal como ele suspeitava. E agora à luz do dia ele podia novamente olhar-se: certamente teria rugas….fruto do tempo corrosivo; estendeu … Continue reading

Posted in Uncategorized | 4 Comments

PERDERA…

…tudo excepto a vontade de viver! Aquela bofetada tinha sido a prova de que estava vivo e que assim queria permanecer. Não encontrara o documento provando a sua real identidade. Para todos ele era apenas mais um condenado a permanecer … Continue reading

Posted in Uncategorized | 5 Comments

O DESESPERO…

…vinha às golfadas…e ele sofria, já, por antecipação… Não esperou muito até a bofetada o atingir, em cheio! Também não se desviou….era como se a desejasse, até! Precisava dela para se sentir vivo!

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Mas…

…do tal documento…nada! “Só me faltava agora a estúpida da campaínha” – disse para consigo já com a visão toldada pela raiva-mistura-de-desespero-a transformar-se-em-pânico… Abriu a porta olhando ainda os sofás e só quando a sua voz bateu de frente nos … Continue reading

Posted in Uncategorized | 6 Comments

AlGURES…

…no meio destes papéis…há-de estar o diabo do documento!” – Pensava ele. Já transpirava; o suor escorria em gotas pela testa, ensopava-lhe os cabelos, a camisa colava-se-lhe ao corpo dando-lhe um ar sensual… As suas mãos ossudas, longas e morenas … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

FIM DA LINHA

Podias simplesmente ter-me DITO! Não precisavas de ser tão explícito…

Posted in Uncategorized | 8 Comments

CLARO…

que estavas aí… Eu é que não te soube procurar! Porquê??? Porque corri, apressada e tola, Sem prestar atenção ao chão Que percorria… sem pensar… e como ” a pressa é inimiga da perfeição”… Foi no que deu!

Posted in Uncategorized | 2 Comments

TUDO…

…era suposto estar no lugar certo… Tudo devia ter o seu lugar, a sua Hora, em obediência a um plano traçado por mão firme… Mas não…afinal…parece que não! Mesmo a lua que se estende sorrindo em noites pálidas…mesmo essa não … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

ESTRANHO…

como as contingências da vida nos levam a colocar pergunta após pergunta…e, aparentemente, não temos resposta para nenhuma delas! Estranho… como momentos há, na vida, em que chegamos a questionar a própria existência de um Deus a Quem sempre adorámos… … Continue reading

Posted in Uncategorized | 2 Comments