Monthly Archives: August 2004

TÃO DIFÍCIL

É tão difícil viver!…

Posted in Uncategorized | 13 Comments

Pudera…

…quem a olha, ama-a por certo! Não houvera de ser feliz?

Posted in Uncategorized | 10 Comments

Na sua simplicidade…

…têm sol, chuva e ar… Delas tenho inveja!

Posted in Uncategorized | 1 Comment

Até quando?

Entrei na tua vida (rapariga atrevida!) Até quando me quererás contigo? Não te dei tudo, mas quase… Até quando me quererás contigo? Sabes-me diferente do que fui… Até quando me quererás contigo?…

Posted in Uncategorized | 4 Comments

O FUTURO

Sim, o futuro dirá… Porque o passado já foi e o presente nem chega a ser…O presente, o agora, o instante …é …e não é! Foi. Por isso só podemos esperar pelo futuro…e esse, tão perto e tão longe…ilude-nos como … Continue reading

Posted in Uncategorized | 10 Comments

Cantava….

…mas o seu canto eram soluços acompanhados de notas perdidas duma música que sabia a lágrimas! E sorria…era um sorriso ternurento daqueles sorrisos de embalam sonhos e crianças! Mas o seu sorrir era dorido também…como se soubesse que no próximo … Continue reading

Posted in Uncategorized | 1 Comment

AS TUAS MÃOS

Há tanto tempo que não me pegas pelas mãos; como fazíamos dantes quando passeávamos de mão dada! Que saudades que eu tenho de sentir tuas nãos fortes…Dá-me a tua mão. Eu preciso!

Posted in Uncategorized | 7 Comments

LIBERDADE

Ai que prazer Não cumprir um dever, Ter um livro para ler E não o fazer ! Ler é maçada Estudar é nada. O sol doira Sem literatura. O rio corre, bem ou mal, Sem edição original. E a brisa, … Continue reading

Posted in Uncategorized | 1 Comment

Os direitos da criança…

A criança, Toda a criança, Seja de que raça for, Seja negra, branca, vermelha, amarela, Seja rapariga ou rapaz, Fale a língua que falar, Acredite no que acreditar, Pense o que pensar, Tenha nascido seja onde for, (…) A criança … Continue reading

Posted in Uncategorized | 11 Comments

Foi abaixo…que pena!

Hoje, porque estava a morrer, tive de mandar derrubar um cedro no meu jardim! Vi-o tombar, ouvi-o como que gemer enquanto tombava! E os melros…à tarde…andavam confusos…à procura dos seus ramos protectores…Não é tanto da sua sombra que já sinto … Continue reading

Posted in Uncategorized | 9 Comments

RECORDANDO…

Writer, lead vocal: Paul McCartney Close your eyes and I’ll kiss you, Tomorrow I’ll miss you; Remember I’ll always be true. And then while I’m away, I’ll write home ev’ry day, And I’ll send all my loving to you. I’ll … Continue reading

Posted in Uncategorized | 12 Comments

…e o sol brilhou um pouco e eu pensei que era por mim… Não era! Mas enquanto me iludi Senti O calor do sol Porque o tive só para mim… Quanto não vale uma ilusão… Melhor do que Nada, pois … Continue reading

Posted in Uncategorized | 3 Comments

PRONTOSSS…

…está visto! Não tenho jeito para nada! Nem para dormir! É impressionante mas a verdade é que nem dormir como deve ser consigo…Que não consiga meter aqui “links”, enfim! Que não consiga fazer um bolo ficar fofo, enfim; que não … Continue reading

Posted in Uncategorized | 13 Comments

MÁSCARA!

Hoje não é dia de ser! Hoje é dia de fingir que se é! Hoje vou sair, Tenho de me preparar e vestir A condizer com aquilo Que os outros esperam ver…. Por isso, hoje não é dia de Ser! … Continue reading

Posted in Uncategorized | 22 Comments

RENTE…

…ao grande tanque ergue-se o roseiral. Rosas vermelhas, beijos no reflexo das águas do velho tanque. As rosas se escondem….vergonha de verem beijos molhados , reflexo do céu na água cristalina do grande tanque…

Posted in Uncategorized | Leave a comment