Monthly Archives: September 2004

CONTINUAÇÃO III

Maximiliano estava “petrificado”. Os seus olhos tentavam perceber, decodificar e adivinhar a verdadeira identidade daquela figura que estava parada a meio da escadaria. Ele sabia que era Margarida…mas quase não a conhecia, mal a reconhecia. Sim, tinha os mesmos olhos, … Continue reading

Posted in Uncategorized | 6 Comments

(Continuação II )

Abriu um livro…voltou a fechá-lo: Caminhou impaciente até à janela do seu quarto, afastou os reposteiros e olhou a noite escura. Não estava nervosa…talvez apreensiva! Lá em baixo a música, as pessoas a conversarem, o ténue ruido das louças…Certamente Maximiliano … Continue reading

Posted in Uncategorized | 9 Comments

Tudo o que sou não é mais do que abismo

Tudo o que sou não é mais do que abismo Em que uma vaga luz Com que sei que sou eu, e nisto cismo, Obscura me conduz. Um intervalo entre não-ser e ser Feito de eu ter lugar Como o … Continue reading

Posted in Uncategorized | 14 Comments

Queria Tanto

Queria…que o Sonho Tornado realidade Trouxesse consigo Só Felicidade…

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Queria Tanto

Queria…que o Sonho Tornado realidade Trouxesse consigo Só Felicidade…

Posted in Uncategorized | 13 Comments

SUSPEITA…CERTEZA!

Sorriste? Bem me pareceu… Pois daqui de Longe Sei que o Sol tremeu. Sorriste? Bem me parecia… Pois daqui de Longe Sei que o céu sorria. Sorriste? Bem me quis parecer Pois daqui de Longe Vi Esp’rança nascer!

Posted in Uncategorized | 17 Comments

Palavras em forma de poema especialmente dedicadas ao meu amigo "pintor"!

…e nessas cores, livres e tontas eu antevi Um belo poema, Escrito por ti! Tu és poema, És melodia, És tu a luz Que ilumina o Dia! Viajante só, por mares e sonhos Procura o sentido de todas as coisas … Continue reading

Posted in Uncategorized | 18 Comments

(Continuação I )

Mas o tempo passava e Margarida começou a ver que não tinha motivos para se sentir inferior a ninguém…entendia também que obedeceria ao “marido” se lhe conviesse, caso contrário faria valer a sua opinião. De facto Margarida era dotada de … Continue reading

Posted in Uncategorized | 3 Comments

Não me pergunteis…

…como veio a música aqui parar porque eu não sei responder: tive de “subornar” um “blogger” amigo e íntimo para ele ma cá colocar…como fez? Não sei!…heheheh…

Posted in Uncategorized | 1 Comment

SENTIA…

…que o seu papel naquela casa era uma farsa! Houvera casado com ele para fugir da miséria e porque ele lhe pedira, uma vez que o testamento do tio Eduardo Afonso assim o exigia. “Caso não estivesse casado aos 45 … Continue reading

Posted in Uncategorized | 7 Comments

MAS…

…hoje é outro dia… Um dia diferente de todos os outros… Porque todos os dias são diferentes…embora muitas vezes nos pareçam iguais! Na realidade não são: podem ser parecidos nas rotinas, no que sentimos, no que fazemos ou deixamos por … Continue reading

Posted in Uncategorized | 6 Comments

CHEGUEI…

…agora de uma consulta de ginecologia… Coisa prosaica, sem direito a hino ou ode! Por isso hoje não digo mais nada! Queria colo da minha mãe!…

Posted in Uncategorized | 9 Comments

NO ESPAÇO…

…vazio que ficou do teu lado da cama, eu te revejo ainda, sorindo para mim e por mim… Sinto teu olhar me despir como dantes sem pudor ou preconceito… Mas nesse espaço vazio que ficou do teu lado da cama…só … Continue reading

Posted in Uncategorized | 9 Comments

SE ME PROCURAS…

…no meio das turbas …certamete me não encontrarás! Procura por mim aos montes e rios, às aves e flores, às auroras de sempre…aí me verás… Porque eu sou o sol, as ervas a terra, a chuva, os montes , as … Continue reading

Posted in Uncategorized | 5 Comments

DENSO…

…nevoeiro…o mundo por inteiro, nele se envolve…trevas vís, cruéis, rudes e frias…são o mundo que tu, vilão, querias…e crias!

Posted in Uncategorized | 4 Comments